MPF apura uso de fundo penitenciário na gestão Taques que ultrapassa R$ 44 mi


MPF instaurou um procedimento administrativo para fiscalizar a liberação dos recursos


PEDRO RIBEIRO/DA EDITORIA/COM G1

64-2.jpg

Foto: Arquivo Página 12

R$ 44.784.444,44. Esse é o valor exato das verbas oriundas do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), é usada na gestão do ex-governador Pedro Taques(PSDB). O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento administrativo para fiscalizar a liberação dos recursos.

 

A portaria foi assinada pelo procurador da República Carlos Roberto Diogo Garcia no dia 21 de agosto e publicada no Diário Oficial do Ministério Público Federal nesta segunda-feira, 02.

 

O Funpen é destinado a obras, aparelhamento e custeio do Sistema Penitenciário. Em 2016, Mato Grosso recebeu do Fundo Penitenciário Nacional mais de R$ 44 milhões, sendo a maior parte destinada à construção e ampliação de unidades prisionais e o restante para aparelhamento e custeio.

 

Conforme prestação de contas à época, a Secretaria de Justiça adquiriu R$ 12,2 milhões em equipamentos táticos, equipamentos de proteção individual (coletes, capacetes e escudos balísticos), armamentos, munições letais e não letais, kits químicos, veículos operacionais e equipamentos de informática para instalação do Sistema de Gestão Penitenciária.

 

1 Responder a “MPF apura uso de fundo penitenciário na gestão Taques que ultrapassa R$ 44 mi”

  1. Henrique disse:

    por isso que ele n quis nomear os aprovados AGEPEN,  agora quem deve esta no mesmo caminho é o Mauro Mendes !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Culinária

Culinária

Dicas de Saúde

Dicas de Saúde

Onde ir em Mato Grosso

Onde ir em Mato Grosso

Curiosidades

Curiosidades

scroll to top