Quadrilha chefiada pelo Deputado Valtenir Pereira ‘surrupiou’ mais de R$ 600 mil de dinheiro público, afirma PF


Parlamentar foi alvo de operação da PF; Além dele, prefeitos, assessores, servidores públicos, advogados e engenheiros


PEDRO RIBEIRO/DA EDITORIA

vALTENIR-1.jpg

Foto: Assessoria

 Até agora, mais de R$ 600 mil. Esse é o valor estimado que alimentou o ‘esquema’ sórdido de corrupção chefiado pelo Deputado Federal do MDB de Mato Grosso, Valtenir Pereira.

 

A projeção é da própria Polícia Federal que fez na manhã desta quinta feira, 22, a Operação Tapiraguaia, em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF).

Operação Tapiraguaia — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso/Assessoria

O objetivo é acabar com um ‘esquema’ de desvio de recursos públicos federais com pagamento de propinas e que ecoava apelo ralo da corrupção enraizada no ‘seio’ das Prefeituras de Confresa e Serra Nova Dourada, municípios a 1.160 km e 1.125 km de Cuiabá.  O rombo nos cofres públicos poderia ser ainda maior nesse período se as autoridades não conseguissem estancar outras fraudes, que produziriam o prejuízo estimado e que ainda podem ser maiores.

 

São alvos da operação, além do deputado federal, dois assessores, os prefeitos Jose Ocimar Gomes da Silva Aguiar e  Ronio Condão Barros Milhomem,  servidores públicos, engenheiros fiscais e advogados. Foram cumpridos ainda 12 mandados de busca e apreensão, três prisões preventivas e sete medidas cautelares nos municípios de São Félix do Araguaia, Serra Nova Dourada, Bom Jesus do Araguaia, Apiacás e em Brasília.

Operação Tapiraguaia — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso/Assessoria

Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, que também determinou o sequestro de bens e valores. A segunda fase é resultado da análise dos dados bancários e dos objetos apreendidos durante a primeira fase da operação, ocorrida em janeiro de 2019.

 

As investigações mostram que o deputado viabilizava a realização de convênios entre o Ministério da Integração Nacional – Secretaria Nacional da Defesa Civil e as prefeituras. A maior parte desses municípios depende majoritariamente de repasses federais e estaduais.

 

A quadrilha realizava licitações fraudulentas combinando previamente com os empresários contratados para a execução das obras e exigiam propinas. Somente o que foi descoberto e investigado pelas autoridades nos últimos meses pode ultrapassar mais de milhões, cujo impacto é ainda mais devastador.

Operação Tapiraguaia — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso/Assessoria

As cidades envolvidas nas fraudes ostentam os piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil. Valtenir é Defensor Publico concursado do estado de Mato grosso e já foi vereador em Cuiabá, candidato a prefeito e se elegeu por três mandados para Deputado federal e é um dos maiores defensores da moralidade pública nos últimos anos, tendo inclusive feito várias denuncias contra a corrupção. O nome da operação faz referência à palavra “Tapiraguaia”, primeiro nome do município de Confresa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Culinária

Culinária

Dicas de Saúde

Dicas de Saúde

Onde ir em Mato Grosso

Onde ir em Mato Grosso

Curiosidades

Curiosidades

scroll to top